sexta-feira, 15 de junho de 2012

PRESS RELEASE: Campanha de disco Debut “Fractais” com base no Crowdfunding

SAMUEL VELHO:
Campanha de disco Debut “Fractais” com base no Crowdfunding
Samuel Velhohttp://ppl.com.pt/prj/fractais

Samuel Velho nasceu em Lisboa, cresceu no Ribatejo e vive actualmente em Castelo Branco. Decide-se a elaborar um projecto a solo (Indie Rock Céltico) por sugestão e influência do seu professor, amigo e reconhecido produtor Mário Barreiros. A música retrata uma essência rock com letras em português, guitarra acústica para criar um ambiente de contar histórias, flauta transversal como elemento inovador a dar um aroma céltico, para além da bateria, baixo e teclados, tudo composto, tocado e produzido pelo próprio. As canções entram no ouvido e reflectem influências interventivas numa sociedade incongruente, para além de paixões saudosistas e momentos vivenciados pelo cantautor. São aplicados neste projecto os conhecimentos adquiridos no Conservatório, na licenciatura de Música Electrónica e Produção Musical (onde recebeu um prémio de melhor aluno) e na licenciatura de Formação Musical que está a terminar.

Já por si só, trata-se de um projecto com uma sonoridade e mérito únicos: pela ambição artística, pela dedicação e empenho que a revestem; mas também pela honestidade e transparência com que Samuel se apresenta, no site www.PPL.com.pt, na apresentação da sua campanha de Crowdfunding, ou financiamento colectivo, como jovem artista independente.

O conceito do Crowdfunding, bem estabelecido lá fora (nos EUA a artista Amanda Palmer angariou mais de um milhão de dólares com base em 22 000 fãs), só agora começa a dar que falar em Portugal, com campanhas recentemente bem sucedidas de Mazgani (songwriter alternativo), Capitão Capitão (folk-rock Português) e Luís Tinoco (música erudita, com a participação da Orquestra Gulbenkian). Também os Primitive Reason assinalaram o seu regresso este ano com uma campanha de Crowdfunding, ainda a decorrer no site PPL.com.pt.

É um conceito que, para além de assegurar a autonomia financeira de jovens artistas, associa-se de forma directa com o conceito do disco debut “Fractais” de Samuel Velho. O título do álbum foi escolhido pelo “crowd”, com capa a concurso na rede social Facebook, e traduz o conceito de uma representação múltipla de si própria, bem reflectida na participação dos apoiantes de um projecto de Crowdfunding que almeja produzir um disco independente. Os apoiantes participam na produção do trabalho, tornando-se “de facto” na verdadeira editora do artista. Efectuam pré-compras, adquirem concertos, e angariam ainda outros apoiantes.

Há quem diga que o Crowdfunding e artistas como Samuel Velho são do futuro, que estão ainda para vir. Mas não. O futuro é agora e o Crowdfunding chegou a Portugal com a plataforma PPL e o disco debut de Samuel Velho. Espalhem a palavra.
http://ppl.com.pt/pt/prj/fractais

http://www.facebook.com/SamuelVelhoMusic

Contacto PR: Nuno Saraiva, Consultor, SCL-Agency.com
910 143 968 pt.music.consulting@gmail.com

Sobre a PPL:
http://ppl.com.pt/
A PPL é acreditada pela Crowdsourcing.org, a referência na indústria de Crowdsourcing e Crowdfunding, segundo o CAPS (Crowdfunding Accreditation for Platform Standards). Este programa avalia as operações da plataforma nos seguintes critérios: transparência operacional, segurança da informação e pagamentos, funcionalidade da plataforma e procedimentos operacionais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguir este Blogue por e-mail

Comment with Facebook!